Lição de Vida

A neta conta para avó que foi traída…
e se surpreende com a reação dela.

Esta é uma boa lição para todos nós, não importa em que fase da vida em que está.

Uma jovem foi para sua avó e comentou sobre sua vida, como as coisas estavam tão difíceis para ela. Contou que estava arrasada porque o marido a traiu e ela não sabia como ia fazer, pensava em desistir. Ela estava cansada de lutar e combater. Parecia que assim que um problema estava resolvido, um outro surgia.

Sua avó a levou para a cozinha. Encheu três panelas com água e colocou cada uma delas em fogo alto. Logo as panelas começaram a ferver. Em uma, ela colocou cenouras, em outra colocou ovos e, na última, colocou pó de café. Ela deixou que tudo fervesse, sem dizer uma palavra.

Cerca de vinte minutos depois, ela apagou o fogo. Pescou as cenouras e as colocou em uma tigela. Retirou os ovos e os colocou em uma tigela. Então pegou o café e colocou-o em uma tigela.

Virando-se para a neta, ela perguntou: 
“Diga-me o que você vê.”
 
“Cenouras, ovos e café,” ela respondeu.


Sua avó trouxe a tigela para mais perto e lhe pediu para experimentar as cenouras. Ela obedeceu e notou que as cenouras estavam macias. A avó, então, pediu à neta que pegasse um ovo e o quebrasse. Depois de retirar a casca, ela observou o ovo cozido.

Finalmente, a avó perguntou a neta para saborear o café. A neta sorriu ao provar seu aroma delicioso. A neta então perguntou: O que significa, avó?

Sua avó explicou que cada um deles havia enfrentado a mesma adversidade: água fervente. Entretanto, reagiram de forma diferente. A cenoura era forte, firme e inflexível, mas depois de ter sido submetida à água fervendo, ela amoleceu e se tornou frágil. Os ovos eram frágeis e casca fina havia protegido o líquido interior, mas depois de colocados na água fervendo, seu interior se tornou mais duro. Já o pó de café foi o único que, depois que foi colocado na água fervente, MUDOU a água.

Qual deles é você?, Ela perguntou a neta. Quando a adversidade bate à sua porta, como você responde? Você é uma cenoura, um ovo ou um pó de café?

Pense nisso: com quem eu me pareço, quem eu sou? A cenoura, que parece forte, mas com a dor e a adversidade murcha, se torna frágil e perde sua força?

Eu sou como o ovo, que começa com um coração maleável, mas muda com o calor? Será que eu tenho um espírito maleável, mas depois de uma morte, uma separação, uma dificuldade financeira ou algum outro julgamento, eu me tornei mais difícil e duro? Sua casca parece a mesma, mas no interior está mais amargo e obstinado, com um espírito e coração endurecidos?

Ou eu sou como o pó de café, que realmente muda a água quente e representa as circunstâncias que trazem a dor? Quando a água fica quente, o pó de café libera a fragrância e sabor. Eu sou assim quando as coisas estão ruins, consigo mudar a situação para melhor? Quando chegam os momentos mais difíceis, eu consigo crescer, enfrentá-los com a cabeça erguida e sair mais forte das crises?

Como você lida com a adversidade? 

Você é uma cenoura, um ovo ou um pó de café?


Que você tenha a felicidade suficiente para se tornar uma pessoa doce, dificuldades suficientes para deixá-la forte, tristeza suficiente para lhe manter mais humana e esperança suficiente para ser feliz.

As pessoas mais felizes não têm necessariamente o melhor de tudo. Elas simplesmente aproveitam ao máximo tudo o que vem em seu caminho. O futuro mais brilhante sempre estará baseado em um passado esquecido. Você não pode seguir em frente na vida sem deixar ir os seus fracassos e tristezas passadas.

Quando você nasceu, você estava chorando e todos ao seu redor estavam sorrindo. Como retribuição pelo exemplo, que você consiga viver a sua vida assim, sorrindo sempre, mesmo que os outros estejam chorando.

Que todos nós possamos ser como o café.

 
Seja conduzido pelos seus sonhos e não empurrado por seus problemas.
Amor, Paz e Luz
Anúncios

O poço e a pedra * Reflexão


Um Monge peregrino caminhava por uma estrada quando, do meio da relva alta, surgiu um homem jovem de grande estatura e com olhos muito tristes. Assustado com aquele aparecimento inesperado, o Monge parou e perguntou se poderia fazer algo por ele. O homem abaixou os olhos e murmurou envergonhado:

– “Sou um criminoso, um ladrão. Perdi o afeto de meus pais e dos meus amigos. Como quem afunda na lama, tenho praticado crime após crime. Tenho medo do futuro e não sinto sossego por nenhum instante. Vejo que o senhor é um Monge, livre-me então desse sofrimento, dessa angústia!” – pediu ajoelhando-se.

O Monge, que ouvira tudo em silêncio, fitou os olhos daquele homem e alguns instantes depois disse:

– “Estou com muita sede. Há alguma fonte por aqui?”
Com expressão de surpresa pela repentina pergunta, o jovem respondeu:
“Sim, há um poço logo ali, porém nele não há roldana, nem balde. Tenho aqui, no entanto, uma corda que posso amarrar na sua cintura e desce-lo para dentro do poço. O senhor poderá tomar água até se saciar. Quando estiver satisfeito, avise-me que eu o puxarei para cima.”

O Monge sorrindo aceitou a ideia e logo em seguida encontrava-se dentro do poço. Pouco depois, veio a voz do monge: “pode puxar!”
O homem deu um puxão na corda empregando grande força, mas nada do monge subir. Era estranho, pois parecia que a corda estava mais pesada agora do que no início.

Depois de inúteis tentativas para fazer com que o monge subisse, o homem esticou o pescoço pela borda, observou a semi escuridão do interior do poço para ver o que se passava lá no fundo. Qual não foi sua surpresa ao ver o Monge firmemente agarrado a uma grande pedra que havia na lateral. Por um momento ficou mudo de espanto, para logo em seguida gritar zangado:

– “Ei, que é isso? O que faz o senhor aí? Pare já com essa brincadeira boba! Está escurecendo, logo será noite. Vamos, largue essa rocha para que eu possa içá-lo.”

De lá de dentro o Monge pediu calma ao rapaz, explicando:

– “Você é grande e forte, mas mesmo com toda essa força não consegue me puxar se eu ficar assim agarrado a esta pedra. É exatamente isso que está acontecendo com você. Você se considera um criminoso, um ladrão, uma pessoa que não merece o amor e o afeto de ninguém. Encontra-se firmemente agarrado a essas ideias. Desse jeito, mesmo que eu ou qualquer outra pessoa faça grande esforço para reergue-lo, não vai adiantar nada.”

Tudo depende de você. Somente você pode resolver se vai continuar agarrado ou se vai se soltar. Se quer realmente mudar, é necessário que se desprenda dessas ideias negativas que o vêm mantendo no fundo do poço. Desprenda-se e liberte-se!

 
Amor, Luz e Paz

Aqui e Agora


Toda a negatividade é causada por uma acumulação de tempo psicológico e negação desta. Desconforto, ansiedade, stress, preocupação – todas as formas de medo são causados por muito e muito pouca presença futuro. Culpa, lamenta, ressentimento, queixas, tristeza, amargura e todas as formas de falta de perdão são causados pela excessiva presença do passado.

A maioria das pessoas acham isso difícil de acreditar, que isso é possível um estado de consciência totalmente livre de negatividade. E, no entanto este é o estado liberado para o qual todos os ensinamentos espirituais apontar. É a promessa de salvação, e não um futuro ilusório, mas aqui e agora. 

Você pode achar isso difícil de reconhecer, que o tempo é a causa de seus sofrimentos ou problemas. Ele acredita que certas situações específicas em sua vida, e visto do ponto de vista convencional, isso é verdade. Mas até que você resolver a disfunção básica da mente, que faz com que todos os problemas tem ligação com o passado e o futuro e negação de presente, estas são realmente intercambiáveis. 
 

Se todos os seus problemas ou o que você percebe como causas de sofrimento ou infelicidade desapareceu milagrosamente hoje, mas mais consciente não tivesse se tornado mais presente, em breve seria dentro de uma gama de problemas ou causas de um sofrimento semelhante ao uma sombra que o segue aonde quer que vá. Em última análise, não é apenas um problema: a mesma mente está ligada ao tempo.

(Eckhart Tolle, em seu livro O Poder do Agora)

 
Fraternos Abraços

 

Liberte sua mente

 


A boa notícia é que você pode livrar -se de sua mente. Essa é a única libertação verdadeira. Você pode dar o primeiro passo agora. Comece por ouvir a voz de sua cabeça o mais rápido que puder. 


Preste especial atenção a quaisquer padrões de pensamento repetitivos, aqueles velhos que já soavam em sua cabeça, talvez por anos. Isso é o que eu chamo de “observar o pensador , ” que é outra maneira de dizer: ouvir a voz de sua cabeça, seja lá como se ela fosse uma testemunha.

Quando você ouve essa voz, fazê-lo de forma imparcial. Quer dizer, Não julgue. Nenhum juiz vai condenar o que você ouve, porque isso iria significar que a mesma voz veio novamente pela porta de trás. Logo você começa a perceber isso: é a voz e eu que estou ouvindo, assistindo. Este entendimento que eu sou, este sentido de sua própria presença, não é um pensamento. Ela surge a partir além da mente. 

Então, quando você ouvir a um pensamento, você está ciente, não só do pensamento, mas de si mesmo como uma testemunha. Ele tem aparecido uma nova dimensão de consciência. Enquanto ouve os pensamentos que você sentir uma presença consciente – sua profundas estão além ou abaixo de pensamento, como eles dizem. 

O pensamento, em seguida, perde o seu poder sobre você e rapidamente desaparece, porque você já não energiza a mente através da identificação com ele. Este é o começo do fim do pensamento involuntário e compulsivo. 


Quando um pensamento perde força, você experimenta uma descontinuidade no fluxo mental, um espaço de “não mente”. No início , as lacunas será curta, alguns segundos, talvez, mas tornam-se gradualmente mais tempo. Quando ocorrem estas pausas você experimenta certa quietude e paz dentro de você. É o início de seu estado natural de percepção de unidade com o Ser, que normalmente é obscurecida pela mente. 


Com a prática, a sensação de quietude e paz vai aprofundar. Na verdade, essa profundidade é interminável. Você vai também sentir uma emanação sutil de alegria surgindo de dentro. A alegria de estar Este,
não é um estado de transe em tudo. Aqui não é nenhuma perda de consciência, é o oposto.

(Eckhart Tolle, em seu livro O Poder do Agora)


Amor, Luz e Paz

Cristaloterapia


É o sistema que trata o cliente por meio de Cristais e Pedras , dispondo-as sobre órgãos ou centros de Energia (Chakras) do corpo.

O tratamento pelos Cristais é uma Arte, que tem o potencial de obter uma melhora completa, inclusive de ordem mental, emocional, física e espiritual.

Os Cristais agem por meio da Vibração, restabelecendo a harmonia do invólucro biomagnético que cerca e interpenetra o corpo físico e ativando pontos de ligação entre os Chakras.

Os Cristais e as Pedras  aplicados nos Centros Vitais do corpo refletem e produzem Energia que inunda a Aura de Luz.

Com a Aura aberta e desobstruída, os centros dos Chakras são ativados, possibilitando um contato consciente com os aspectos mais profundos e puros do ser.

É um dos métodos de tratamento usado com sucesso e que consiste na aplicação de Cristais nas suas diversas formas, tamanhos e cores, por profissionais habilitados transformando-os em instrumentos Terapêuticos devido às suas diversas propriedades físicas.

Além de poderem ser colocados diretamente no nosso corpo, podem ser utilizados como objetos de decoração ou imersos em água pura, proporcionando os seus efeitos curativos.

São, também, excelentes auxiliares de Meditação e de Percepção das Leis do Universo.

Irradiam constante e suavemente uma Força Vital Positiva.

Cada centímetro de Cristal equivale à irradiação de um metro de Energia, ou seja, atuam como amplificadores.

Os Cristais tratam Holisticamente ao REequilibrarem Energias Sutis e dissiparem indisposições, atuando sobre a causa principal.

Amor, Luz e Paz

O que é Guashá


A técnica do Guashá é usada para tratar diversos problemas de foro muscular, tendinoso e circulatório. 


Remove bloqueios de Energia e melhora a circulação do Qi, aumentando a resistência do organismo.

A técnica do Guashá consiste em utilizar a raspadura terapêutica por meio de pedra de jade, colher de porcelana, pires, chifre de búfalo e outros meios, para através de estímulos em áreas específicas produzir efeitos terapêuticos locais e restabelecer as funções orgânicas, podendo ainda ser utilizada como método diagnóstico.

Tratamento com GUASHÁ 
O termo “Gua” significa raspar, escovar, arranhar. 
“Sha” tem um significado mais complexo como areia ou sujeira.


Na China, essa técnica foi e é muito utilizada pelos camponeses. Pelo fato de não provocar efeitos colaterais pode ser usada para tratar doenças causadas por invasão de fatores patogênicos externos (como artrites, cervicalgias, dores lombares, contraturas, etc.). O Guasha tem origem na pré-história, e a prática também foi observada em comunidades indígenas que tinham por hábito esfregar o corpo para aliviar sintomas de dor. Esta é uma das técnicas mais comuns na Medicina Tradicional Chinesa.

Durante o tratamento é colocado um óleo especial sobre ao corpo, na região a ser tratada. A pele é raspada até apresentar leve hiperemia. As áreas que apresentam Desequilíbrio Energético, apresentam, além da hiperemia, uma pigmentação mais profunda que, segundo a MTC, indicam a estagnação de Fluidos Vitais e da Energia dos Meridianos (canais de energia do corpo). O cliente não sente dor durante ou depois do tratamento e a pele não fica lesada. A pigmentação desaparece dentro de poucos dias sem deixar vestígios.

 

Os efeitos Benéficos do Guashá devem-se à sua atuação simultânea na pele, nos tecidos conjuntivos, no sistema linfático, nos músculos, vasos sanguíneos e, por último, nos órgãos internos. O simples gesto de raspar tem efeitos tão benéficos como a massagem, a moxabustão, a drenagem linfática, as terapias de oxigenação e estimulação do sistema imunológico.

A lista de doenças possíveis de serem tratadas é vasta: 
destaca-se o reumatismo, as enxaquecas, fadiga crônica, dores nas costas e região cervical, ciática, problemas digestivos, asma, desordens metabólicas, angina de peito, hipertensão, deficiências do sistema imunológico, etc. 

 
Fraternos Abraços

Cristalterapia

Como seres vivos que são, os Cristais, quando convenientemente utilizados e aplicados, podem se transformar em potentes aliados da Natureza, no auxílio dos mais diversos processos de equilíbrio, desenvolvimento e evolução espiritual.

Através da Energia dos Cristais podemos descobrir e iluminar áreas da nossa vida que, até então, nos tinham passado despercebidas, ajudando-nos no nosso próprio processo de autoconhecimento.

Assim, podemos aprender a melhor expressar a nossa luz, trabalhando em harmonia com a Natureza para o desenvolvimento de um Eu Superior.

A Cristalterapia parte da Teoria de que tudo no Universo é Energia em diferentes estados de condensação e vibração, incluindo a matéria.

 
Tudo no Universo está interligado e em interação.
 
Os Cristais, segundo esta concepção, são condensações de pura Energia Telúrica, armazenada no seio da Terra ao longo de milhões de anos.
 
Por serem pura energia, vibram em alta frequência, absorvendo com facilidade Energias Elevadas.
 
 
Método Terapêutico Que Visa Equilibrar 
Corpo, Mente e Espírito
 
Amor, Luz e Paz

Motivação…Auto-Motivação

 
MOTIVAÇÃO

Palavra muito utilizada por profissionais, empresas e especialistas. Geralmente tudo no mundo gira em torno da motivação.

“Preciso de motivação para ir ao trabalho.” 
“Preciso de motivação para ir a academia.” 
“Preciso de motivação para estudar.” 
E por ai vai…


Mas afinal, será que você precisa de Motivação ou de Auto-Motivação?

Vamos entender a diferença entre as duas:

 

Motivação:
Motivo + Ação, ou seja, o indivíduo precisa de um motivo para fazer uma ação.
Auto-motivação:
é a capacidade de motivar a si mesmo, para encontrar uma razão e a força necessária para fazer alguma coisa, sem a necessidade de serem influenciados a fazê-lo por outra pessoa.

No nosso dia a dia, é importante nós termos um pouco de cada coisa, primeiramente vem a motivação, ela pode vir de várias formas, através de um elogio, de um prêmio, de um aumento salarial, de um novo desafio, de uma meta pessoal, ou seja, de coisas positivas que irão nos impulsionar a buscar aquele resultado, mas notem que na motivação você precisa de um fator externo, precisa de um auxílio, de um impulso.

Certo, mas ai você se pergunta, então qual o problema da motivação, ela é ótima, nos faz querer melhorar, correr atrás dos nossos objetivos, sim, isso é verdade, porém o maior problema da motivação é que ela dura pouco tempo. Por exemplo, um aumento salarial, no momento em que você o recebe você fica extremamente motivado, feliz, faz novos planos, porém ele vai durar o tempo suficiente até você se acostumar com ele financeiramente, ou seja, a partir do momento em que esse aumento já fizer parte da sua rotina, a sua motivação terá acabado e logo você irá precisar de outra.

A motivação pode ser comparada à um doce, você sempre precisa comer após o almoço para ficar feliz e motivado.

É nesse momento, que entre a auto-motivação, ela é como se fosse sua dieta, ela é a sua força de vontade, o seu real empenho em querer fazer sem ajuda de fatores externos.

Algumas dicas para você se Auto-Motivar:
 
1) MUDE SEU MODO DE PENSAR:


Quando você começa a pensar de forma positiva, automaticamente você começa a ter ações positivas, e tudo parece começar a dar certo, isso faz com que você tenha resultados esperados e floresça a sua automotivação.

2) ENCARE A AUTOMOTIVAÇÃO COMO UM DESAFIO:


Lembre-se que ser automotivado é para poucos, portanto esse já será o seu diferencial, você tendo um diferencial já começará a ser visto com outros olhos pelas pessoas ao seu redor e consequentemente atrairá coisas positivas.

3) NÃO ESPERE NADA EXTERNO:

Quando você se auto motiva, não pode esperar contribuições positivas externas, caso você as receba, ótimo, caso não, isso não pode ser um motivo para se desmotivar.

4) ACEITE QUE VOCÊ TEM DEFEITOS:


Aceitar suas falhas e seus defeitos é um grande passo para os acertos, foque nas suas qualidades que você as vezes desconhece e aprenda com os erros para minimizá-los. Quando se acerta mais do que erra isso causa uma satisfação, principal acompanhante da motivação.

5) FAÇA O QUE GOSTA:


Claro que não podemos fazer o que gostamos o tempo todo, mas procure nas pequenas coisas do dia a dia fazer algumas das quais sente prazer, se sentir bem e feliz é uma realização, o que contribui para que você sempre faça melhor.

Comece com uma motivação, mas continue com a auto-motivação, caso contrário sua vida será repleta de insatisfação e frustrações e provavelmente muitas das metas que você planejou, nem sairão do papel.

“Acredite em si próprio! 
Você é Capaz! 
Amorosamente,
Fernanda Tomaz